Segunda, 22 de Julho de 2024
22°

Tempo limpo

Brasília, DF

Urbanismo Concretagem

Corredor do Terminal Asa Sul é preparado para receber pavimento de concreto

Serviços foram iniciados pelo acesso do terminal à via do aeroporto; GDF investe mais de R$ 13,2 milhões na execução do corredor exclusivo de ônibus

03/07/2024 às 15h06
Por: Agência 2CNews Fonte: Agência Brasília
Compartilhe:
Divulgação/SODF
Divulgação/SODF

As obras do corredor exclusivo de ônibus que faz a ligação do Setor Policial Sul com o Terminal Asa Sul (TAS) chegaram à etapa de instalação do concreto compactado com rolo, conhecido como CCR, etapa que antecede à concretagem do pavimento. O próximo trecho a ser executado é a ligação do terminal com o Setor Policial Sul. O investimento é de mais de R$ 13,2 milhões para garantir deslocamento mais rápido, dinâmico e confortável a cerca de 45 mil pessoas diariamente, entre motoristas e usuários do transporte público.

Continua após a publicidade

“Desde a retomada desta importante obra, há cerca de 60 dias, conseguimos acelerar a execução dos serviços. A empresa contratada já concluiu a rede de drenagem, finalizou a retirada de dois taludes que atrapalhavam a visibilidade dos motoristas, terminou a terraplanagem e, agora, executa o CCR. Nos próximos dias, iniciaremos a concretagem das vias”, detalha Valter Casimiro, secretário de Obras e Infraestrutura do Distrito Federal.

São cerca de 90 empregos gerados, entre diretos e indiretos. A obra, dividida em duas partes por questões de logística e segurança, teve início pelo trecho entre o Quartel do Comando Geral da Polícia Militar e o TAS, onde foram construídos e entregues dois viadutos. A segunda etapa está na reta final e consiste na implantação de corredor exclusivo de ônibus, com pavimento de concreto, em toda a extensão da Estrada Setor Policial Militar (ESPM). Quando concluído, o complexo vai facilitar o percurso que leva ao Aeroporto de Brasília, Eixo L, W3, L2 e L4 Sul.

“A escolha pelo revestimento da via em concreto tem relação com a alta resistência e durabilidade do material. Isso porque o pavimento rígido é capaz de suportar cargas pesadas e tráfego intenso sem deformações significativas, sendo ideal para rotas de ônibus, onde o peso constante dos veículos pode causar danos rápidos a outros tipos de pavimentação”, explica Casimiro.

O Corredor Eixo Oeste terá 38,7 km de extensão com pistas e faixas exclusivas nas principais vias de ligação do Sol Nascente com o Plano Piloto, como a Avenida Hélio Prates, a Epig e a ESPM, que levam ao Terminal da Asa Sul. O objetivo é reduzir em ao menos meia hora o tempo de deslocamento até o Plano Piloto.

Histórico

Em abril de 2023, a Secretaria de Obras e Infraestrutura rescindiu contrato firmado com a empresa Concrepoxi Engenharia que acordava a construção de dois viadutos no Setor Policial Sul, a execução de 850 metros de redes de drenagem e 2 km de pavimentação. O contrato previa o investimento de R$ 8 milhões em obras.

À época, estavam pendentes de execução serviços como a instalação de pavimento rígido em trecho que vai dos viadutos ao Terminal Asa Sul, além de sinalização vertical e horizontal e paisagismo.

A empresa descumpriu cláusulas contratuais e promoveu atrasos injustificados no cronograma de obras estabelecido. Também paralisou a execução de serviços sem justa causa, configurada pela falta de pessoal e maquinário no canteiro de obras desde o início deste ano, e ainda deixou de executar serviços previstos em contrato, de forma total ou parcial, no valor de R$ 1,2 milhão.

*Com informações da SODF

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários