Segunda, 22 de Julho de 2024
22°

Tempo limpo

Brasília, DF

Direitos Humanos Conferência

Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência: Retomada de Debates Essenciais para um Brasil Inclusivo

Evento em Brasília reforça a importância da inclusão e acessibilidade para pessoas com deficiência

11/07/2024 às 08h23
Por: Agência 2CNews
Compartilhe:
Valter Campanato/Agência Brasil
Valter Campanato/Agência Brasil

Após um intervalo de oito anos, a 5ª edição da Conferência Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência será realizada em Brasília, de 14 a 17 de julho. O evento reunirá delegados de todo o país para discutir e definir prioridades nas políticas públicas voltadas para a inclusão de pessoas com deficiência, que representam quase 9% da população brasileira, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Continua após a publicidade

Sob o tema "O Cenário Atual e Futuro na Implementação dos Direitos da Pessoa com Deficiência: construindo um Brasil mais inclusivo", a conferência visa fortalecer o protagonismo dessas pessoas na formulação de políticas públicas. Para a secretária nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Anna Paula Feminella, a plena participação social é fundamental para efetivar essa agenda. Feminella destaca que a luta por acessibilidade e inclusão é contínua, com cidades ainda apresentando desafios significativos para a mobilidade e acessibilidade de pessoas com deficiência.

Os debates, estruturados em cinco eixos principais, incluem a participação social, acesso a políticas públicas, financiamento para promoção dos direitos, cidadania e acessibilidade, e os desafios da comunicação universal. Anna Paula Feminella ressalta a necessidade urgente de melhorias na acessibilidade arquitetônica e urbanística, além da importância de recursos adequados em serviços públicos, especialmente em áreas vulneráveis como favelas, comunidades ribeirinhas e zonas rurais.

As conferências preparatórias, realizadas em nível municipal e estadual, identificaram 624 propostas que serão discutidas no evento nacional. Temas recorrentes incluem a falta de equipamentos públicos qualificados, o acesso à informação, e o enfrentamento à violência contra pessoas com deficiência. A secretária também enfatiza a necessidade de tecnologias assistivas e campanhas educativas para combater a discriminação, além de divulgar canais de denúncia contra violações de direitos humanos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários