Número de mortes em decorrência da Covid-19 “já ultrapassou o limite do bom senso”, diz Mourão

Número de mortes em decorrência da Covid-19 “já ultrapassou o limite do bom senso”, diz Mourão

A Covid-19 já matou mais de 300 mil pessoas no país. Diante desse cenário, o vice-presidente Hamilton Mourão declarou que o número de mortes “ultrapassou o limite do bom senso” e que o objetivo agora é “diminuir a quantidade de gente contaminada”

Nesta quinta-feira (25), o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB) afirmou que o número de mortes por Covid-19 no país, que passa de 300 mil, “ultrapassou o limite do bom senso”. O general afirmou que, com um novo ministro da Saúde, o objetivo agora é tentar “diminuir a quantidade de gente contaminada”.

Mourão falou sobre a criação de um comitê de crise com a participação do Congresso e de governadores e afirmou que a atuação conjunta poderá ajudar o país a combater melhor a pandemia. “Agora vamos enfrentar o que está aí e tentar de todas as formas diminuir a quantidade de gente contaminada e, obviamente, o número de óbitos que, pô, já ultrapassou o limite do bom senso”, afirmou, em conversa com jornalistas no Planalto.

Leia também:  Covid-19: internações entre idosos vacinados caem até 47% no DF

O vice-presidente falou também do encontro agendado pelo presidente Jair Bolsonaro, na quarta-feira (24), com os chefes dos três Poderes, para tomar medidas efetivas ao novo coronavírus.

“Foram tomadas duas decisões em nível político estratégico. Uma, na área internacional, de aumentar nossa inserção e trabalho junto aos países que produzem insumos e vacina, para tentar acelerar a chegada desses insumos e vacinas no Brasil. A outra decisão é a criação desse comitê, que sinaliza um trabalho conjunto de todas as instituições que têm responsabilidade de debelar essa pandemia”, disse.

Comitê

Uma das decisões tomadas na reunião, está a criação de um comitê para acompanhar os desdobramentos da pandemia.

“Fizemos reunião com todos os líderes da República, com a intenção de minimizarmos os efeitos da pandemia. Resolvemos que será criada uma coordenação conjunta aos governadores. Da nossa parte, o comitê se reunirá toda semana para debater o combate ao coronavírus”, destacou Bolsonaro ao fim da reunião de líderes.