“O mal que o Lula já fez ao Brasil é muito maior que o bem que ele fez em algum momento”, diz Ciro em entrevista

Durante o programa Conversa com Bial, na TV Globo, Ciro Gomes fez diversas críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), pelas eleições 2018 e por suas gestões

Na madrugada desta terça-feira (10), durante entrevista ao programa Conversa com Bial, na TV Globo, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) voltou a criticar o ex-presidente Lula (PT). Ciro afirmou que Lula cometeu erros durante a gestão à frente do Executivo e traçou um paralelo entre os chamados “bolsonarismo” e “lulopetismo”.

“Eu venho de longa data, o Lula também. O Lula comete equívocos estratégicos que tem uma explicação: o lulocentrismo. O egolatrismo absolutamente sem contraste e agora piorado porque os grandes amigos que ele tinha que diziam ‘menos, Lula’ morreram todos. Ele está cercado de bajuladores de quinto nível. O ego do Lula agora não tem reparo, não tem contradição, despirocou geral. Não mudou nem uma ideia sobre nada. E agora tá piorado, porque ele considera, vamos dizer, que o crime compensa”.

“Chega! O mal que o Lula já fez ao Brasil é muito maior que o bem que ele fez em algum momento”, completou.

Leia também:
TCDF aprova contas do GDF

O pré-candidato à presidência da República comentou sobre as eleições de 2018, que viajou, na época, para Paris, França, deixando de participar da campanha do candidato do PT. Ciro afirmou que Fernando Haddad (PT) nunca o agradeceu pelo apoio ou negociar a incorporação de pontos do plano de governo na campanha.

Bolsonaro

Sobre Jair Bolsonaro (sem partido), ele disse ter se enganado por imaginar que os militares poderiam moderar o chefe do Executivo à época de sua eleição em 2018.

Leia também:
Sergio Moro se filia ao Podemos

“Mordi feio a língua. Ao invés dos militares moderarem Bolsonaro, o Bolsonaro subornou essa cúpula militar que está perigosamente sendo transformada num partido político miliciano. É o que nós temos pra enfrentar. Bolsonaro apropriou uma parte da cúpula das forças armadas. Esse General Braga Neto é um fascista mor, esse General Heleno é um fascista mor. É com isso que ele vai enfrentar a democracia, é um delírio”.

Eu conheço o Bolsonaro e sei que o Bolsonaro é um grande canalha desde sempre. Eu fui contemporâneo dele deputado. O Bolsonaro roubava dinheiro da gasolina do gabinete, roubava dinheiro de funcionários fantasmas, roubava dinheiro do auxílio moradia. E o Bolsonaro sempre foi um cara ligado à tortura, ás milícias. Eu em 93, governador do Ceará, pedi a cassação e a prisão do deputado Bolsonaro porque ele tinha feito uma dessas maluquices”

Para o ex-ministro, existe um paralelo entre os chamados “bolsonarismo” e “lulopetismo”. “Claro que qualquer brasileiro sereno sabe que Lula e Bolsonaro são pessoas absolutamente distintas uma da outra. Bolsonaro tá no campo da tortura, da ditadura, do enfrentamento a ciência, da confrontação da cultura, do preconceito, xenofobia, enfim, no campo do perverso. Mas é a mesma governança política e o mesmo modelo econômico. O Brasil não aguenta isso”.

Print Friendly, PDF & Email