ONU afirma que medidas devem ser tomadas para reduzir a emissão de carbono

“Uma coalização global para eliminar a emissão de carbono até 2050 está tomando forma, e será o objetivo central em 2021”, afirma o secretário da ONU

O secretário geral da ONU, Antônio Guterres, em seu discurso “Estado do Planeta”, anuncia medidas para que países alcancem a meta de reduzir a zero a emissão de carbono na atmosfera até 2050, por enquanto o objetivo é reduzir em 45% a emissão de carbono até 2030.

Antônio Guterres, pede aos países que adotem as medidas, incluir taxação de carbono e eliminar de forma gradual o financiamento de subsídios de combustíveis fosseis e assim, obter como meta neutralizar o carbono de todas as decisões econômicas e fiscais.

O secretário reconhece ser uma plano complicado, mas se medidas drásticas não forem tomadas as coisas irão caminhar para o pior. “É possível que estejamos caminhando para um catastrófico aumento de temperatura de 3 a 5 graus [Celsius] neste século.” afirma.

“Incêndios apocalípticos e inundações, ciclones e furacões são o novo normal. A biodiversidade está em colapso. Desertos estão se espalhando. Os oceanos estão sufocando com resíduos plásticos”, disse ainda Guterres.

Alguns países se comprometeram com o plano “zero carbono” até 2050, entre eles estão os Estados Unidos, China, Japão, Coreia do Sul e membros da União Europeia até 2050. O Brasil promete redução da emissão em de gases de efeito estufa (GEES) em 37% até 2025.

Print Friendly, PDF & Email