Osnei Okumoto espera receber 60 mil doses da Coronavac até o fim da semana

Após recebimento da carga será iniciada a vacinação de idosos entre 75 e 79 anos, na próxima terça-feira

Na manhã desta quarta-feira (3), em evento de entrega da base de apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), na 905 Norte, o secretário de Saúde Osnei Okumoto, disse que até o fim da semana o DF receberá mais 60 mil doses da vacina Coronavac. Após recebimento da carga será iniciada a vacinação de idosos entre 75 e 79 anos, na próxima terça-feira (9).

“A intenção é disponibilizar para outro grupo prioritário, para idosos de 75 a 79 anos. Precisamos da confirmação do Ministério da Saúde. Estamos elaborando o plano para quando a vacina chegar e, no mais tardar, na próxima terça-feira (9/2), iniciar a vacinação desse grupo”, afirmou.

Sobre a vacinação de toda a população do DF, o secretário afirmou que a vacina russa Sputnik V é uma grande aposta, caso a Anvisa libere o registro oficial, até outubro toda a população será vacinada, assim como todo o País. Ontem (2), a revista científica The Lancet publicou que a vacina russa tem eficácia de 91,6% no geral, sendo de 100% em casos de infecção moderada ou grave. O imunizante será desenvolvido no Brasil pela farmacêutica União Química.

“Agora, temos a novidade da Sputnik V, por meio da indústria aqui no Brasil, de estar produzindo esses IFAs (insumos básicos para a produção das vacinas) aqui no DF e, que logo, espero eu, que a Anvisa possa aprovar e possamos ter mais esse suporte para o DF e para o Brasil”, destacou o secretário de Saúde

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) informou, na quinta-feira passada (28), que 37.914 pessoas foram imunizadas contra a Covid-19 na capital.

Base de apoio

A estrutura inaugurada hoje (3) na 905 norte, serve de base de apoio ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-DF). A estrutura foi construída a partir de um projeto arquitetônico inovador e tem capacidade para acolher dois veículos.

O objetivo é oferecer melhores condições aos profissionais do Samu em meio à pandemia do novo coronavírus e também após este período. O investimento foi de R$ 350 mil. O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, pretende inaugurar mais 11 unidades iguais a esta.

“Tenho certeza que o Ministério da Saúde, após vistoriar e aprovar a unidade, estará certamente utilizando esse modelo para o restante do país.” disse o secretário.

Print Friendly, PDF & Email