Parques são opções de lazer aos brasilienses durante lockdown

Diante de medidas de isolamento impostas pelo GDF, o brasiliense tem como opções os parques da capital, já que 25 deles continuam abertos e mantendo as medidas de segurança necessárias para conter o vírus

Com o avanço da Covid-19 no DF, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), publicou um decreto que trouxe restrições para tentar conter a crise sanintária causada pelo novo coronavírus na capital. Mas o brasiliense ainda tem opções de lazer, com parques ecológicos, que das 82 unidades de conservação, 25 estão abertas para atividades ao ar livre e contemplação da natureza.

Leia também:
Covid-19: DF confirma 1º caso de reinfecção por variante delta

Às 17h00 de terça-feira (2), Danilo Avelar (34), que é servidor durante o dia e professor universitário à noite, deixava o Parque Olhos D’água, na Asa Norte para voltar ao trabalho. Ele aproveitou uma pausa nas atividades, que voltou a realizar remotamente, para correr na pista que fica bem em frente de sua casa.

Ao todo, em Brasília, são 82 unidades de conservação. Com academias fechadas, os parques têm servido como refúgio dos brasilienses para práticas esportivas, além da contemplação da natureza ou mesmo a redução do stress durante a pandemia.

“Num período de isolamento em que a gente quase enlouquece trancado em casa, administrando trabalho e filho sem escola, os parques são uma excelente opção. Eu mesmo volto agora para o terceiro turno com as energias recarregadas”, declarou Danilo.

Rejane Piratti, superintendente de Unidades de Conservação, Biodiversidade e Água do Instituto Brasília Ambiental, afirma que é importante que as pessoas usem o banheiro de casa antes de sair, levem suas próprias garrafinhas d’água e “desfrutem da natureza das nossas unidades, conscientes do distanciamento e do uso de máscara”.

Leia também:
Segundo Datafolha, maioria vê pandemia controlada no país

O principal propósito dos parques públicos do Distrito Federal é reunir sem aglomerar. Além de Danilo, havia casais com crianças, um grupo pequeno de rapazes distanciados rebatendo bola e pessoas deitadas em espreguiçadeiras.

Segurança

As administrações dos parques, preocupados com a disseminação do vírus, adotaram medidas de segurança. Os banheiros estão sendo mantidos fechados, bebedouros desativados e os equipamentos de ginástica dos pontos de encontro comunitários (PECs) e parquinhos estão isolados e proibidos de serem utilizados.

Print Friendly, PDF & Email