PF vai apurar vazamento de dados do Presidente

O pedido foi feito na tarde de hoje pelo ministro da justiça, André Mendonça 

Nesta terça-feira (2) o ministro da justiça, André Mendonça determinou a instauração de inquérito para investigar o vazamento de suposto dados do presidente da República, de seus familiares e ministros. O ministro confirmou o pedido através de suas redes sociais “Determinei à @policiafederal abertura de inquérito para investigar vazamento de informações pessoais do presidente @JairBolsonaro, seus familiares e demais autoridades.”

Perfis do twitter que se dizem pertencer ao grupo Anonymous Brasil  vazaram na noite de ontem (1º) supostas informações do presidente Jair Bolsonaro, de seus filhos Carlos, Eduardo e Flávio Bolsonaro e alguns ministros como de Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos e do ministro da educação Abraham Weintraub.

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos SP) confirmou o vazamento dos dados através de seu twitter. “A turma “pró-democracia” vazou meus dados pessoais e de outros na internet. Após vermos violações do direito à livre expressão, agora ferem a privacidade. Sob a desculpa de “combater o mal”, justificam seus crimes e fazem justamente aquilo que nos acusam, mas nunca provam!”

Bolsonaro também utilizou suas redes sociais para dizer que a divulgação de dados tratou-se de uma medida de intimidação e que medidas legais já estariam sendo tomadas. 

“- Em clara medida de intimidação o movimento hacktivista “Anonymous Brasil” divulgou, em conta do Twitter, dados do Presidente da República e familiares.

– Medidas legais estão em andamento, para que tais crimes, não passem impunes.”, escreveu o presidente.

Print Friendly, PDF & Email