Brasília - O ministro do STF, Marco Aurélio Mello durante reunião para julgar o inquérito em que o senador Aécio Neves é acusado de corrupção passiva e obstrução de Justiça

“Precisamos respeitar as regras do jogo”, diz Marco Aurélio sobre impeachment de Bolsonaro

“Não é bom para o Brasil ter-se o afastamento de um dirigente maior do país. A repercussão interna é ruim, em termos de insegurança, e a internacional, então, é horrorosa”, ressaltou o ministro

Em entrevista à analista de política da CNN Basília Rodrigo e ao âncora William Waack, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello disse que um impeachment do presidente Jair Bolsonaro não seria bom para o país. “Precisamos respeitar as regras do jogo”.

O ministro ressaltou que o processo teria uma repercussão negativa no Brasil, e “horrorosa” nos demais países.

Leia também:
Ministério da Saúde admite ineficácia de cloroquina

Ele vai deixar o cargo semana que vem. Bolsonaro afirmou que vai indicar o advogado-geral da União, André Mendonça. A indicação de Mendonça cumpre a promessa do presidente de designar alguém evangélico para a Corte.

André Mendonça é bacharel em teologia, pastor e frequentador da Presbiteriana Esperança de Brasília. Integrantes da bancada evangélica no Congresso davam como certa a indicação.

Print Friendly, PDF & Email