Profissionais da Saúde relatam maus tratos em Manaus

“Nós enfermeiros, médicos, biomédicos, fisioterapeutas… estamos sendo bastante humilhados em Manaus.”

Foi enviada uma terceira equipe da Força Nacional do SUS (FN-SUS) que é composta por médicos, enfermeiros e fisioterapeutas para atuarem no combate ao coronavírus em Manaus. Na atual situação que passamos o que seria uma solução está se tornando um grande problema.

Nossa reportagem apurou que profissionais da área da saúde que estão atuando em Manaus sofrem maus tratos durante a execução de seus trabalhos, por parte das cooperativas de saúde do Estado. Muitos funcionários já pediram desligamento, para retornarem aos seus Estados de origem, outros seguem confinados em hotéis impedidos de exercerem suas atividades. 

Leia também:
Covid-19: mortes caem 14% e casos, 8%, diz Ministério da Saúde

“Nós enfermeiros, médicos, biomédicos, fisioterapeutas…estamos sendo bastante humilhados em Manaus. O poder das cooperativas de saúde que queriam abocanhar o dinheiro do governo federal para fazer a contratação direta de profissionais e encherem seus bolsos nos expulsaram dos hospitais alegando que não precisam de nosso trabalho. obs: uma dessas cooperativas têm o sec de saúde como sócio, segundo jornalistas locais” , disse um dos profissionais. 

O Brasil Conta Comigo é um programa do Ministério da Saúde para a contratação de médicos no enfrentamento à pandemia de coronavírus, como é o caso do Amazonas. Os convocados foram para trabalharem em unidades de Atenção Primária à Saúde, unidades de Pronto Atendimento, estabelecimentos da rede hospitalar, estabelecimentos de saúde voltados ao atendimento dos Distritos Sanitários Especiais Indígenas, das comunidades remanescentes de quilombos e das comunidades ribeirinhas.

Leia também:
DF tem mais de um milhão e meio de vacinados contra a Covid-19

Até o fechamento desta matéria a Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas não respondeu as nossas tentativas de contato.

Print Friendly, PDF & Email