Projeto de lei prevê internet gratuita para alunos e professores da rede pública de ensino

O projeto visa facilitar o acesso de alunos e professores as aulas remotas devido a pandemia de covid-19, porém enfrenta resistência do governo

Será votado hoje no Congresso Nacional, o projeto de lei 3477/20, que prevê internet gratuita para estudantes e professores da rede pública de ensino. O autor do PL da Conectividade, o deputado Professor Israel Batista (PV-DF), afirma que existe resistência do governo em aprovar, mesmo com fundos guardados desde 2001.

O professor afirma que o governo exigiu que alterações fossem feitas, para se encaixar nos prazos, e que agora incentivam os deputados a votar contra o PL, “desde então, a gente fez as alterações para que o governo tivesse tempo hábil, para que o governo conseguisse fazer o que ele precisa fazer do ponto de vista operacional. Só que agora, à beira da votação, o governo vai orientar os deputados da base governista para que votem contra o PL 3477/20”.

“Eu não entendo qual é a do governo. A gente mudou os prazos, adaptamos para que eles possam ter o tempo necessário. Então, eu estou indignado com essa notícia de que o governo, aos 45 do segundo tempo, decidiu orientar a bancada governista contra um projeto dessa importância”, indignou-se o professor.

Estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea), em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), revela que 5,8 milhões de estudantes da rede pública brasileira não tiveram acesso às aulas de educação a distância em razão da pandemia, por falta de conexão ou equipamento adequado.

O professor afirma que cinco meses sem aula traz um déficit muito grande para educação, e que se o projeto já estivesse sido aprovado, mais alunos poderiam ter participado das aulas remotas.

Print Friendly, PDF & Email