Diego Vara

Rede pública à beira do colapso

Com o aceleramento de casos de covid-19 no DF saúde fica sob pressão

O número de casos e mortes no Distrito Federal está com um ritmo acelerado, após a abertura de alguns estabelecimentos comerciais. Segundo especialistas a capital está a beira de um colapso na rede pública.

A secretaria de saúde divulgou um balanço que 63% dos leitos das unidades de terapia intensiva (UTIs) destinados a pacientes diagnosticados com a covid-19 estão ocupados. No entanto, documento do Ministério Público do DF (MPDFT), enviado à 1ª Vara de Fazenda Pública, revela discrepância no levantamento e aponta taxa de 93%.

Para os promotores, o GDF deve divulgar na lista de espera de pacientes para leitos de UTI quantos são confirmados ou suspeitos de covid-19 e realizar, separadamente, a taxa de ocupação para leitos pediátricos, devendo considerar como base de cálculo apenas aqueles efetivamente ativos, disponíveis para serem ocupados imediatamente e com suporte respiratório adequado.

Leia também:
Número de mortes por Covid-19 nas últimas 24h é o menor em 23 dias

Em nota, a Secretaria de Saúde esclareceu que os dados apresentados na Sala de Situação, painel informativo do GDF sobre a situação dos leitos de UTI, “correspondem à real estrutura montada para o atendimento aos pacientes infectados pelo coronavírus e que necessitam de suporte ventilatório.”

Print Friendly, PDF & Email