Segundo Inmet, fevereiro de 2021 está entre os mais chuvosos da história do DF

Segundo Inmet, fevereiro de 2021 está entre os mais chuvosos da história do DF

Estava previsto para fevereiro o volume de chuva de 183mm, nesta segunda-feira foi marcado 475,2 mm faltando ainda seis dias para acabar o mês

Fevereiro de 2021 bateu recordes de chuvas no Distrito Federal desde o início do acompanhamento histórico do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), em 1961. Na madrugada desta segunda-feira (22) o volume de chuva chegou a 475,2 milímetros antes do fim do mês, superando o recorde anterior, de 460mm, apontado em 1980. Em 1968, o número de precipitações em fevereiro bateu 450mm.

A meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Andrea Ramos, afirma que esse é o maior volume de chuva em anos: “Em 1980, foi o maior número, com 460,4mm no mesmo mês, em Brasília. O segundo maior registro é de um acumulado de 450,7mm, em fevereiro de 1968. O terceiro maior é de 2004, quando choveu 422,3mm naquele mês do ano. De lá para cá, não houve um acumulado tão grande como este”, assegura a meteorologista.

A média esperada para este período era de 183mm. “A climatologia esperada para o mês é de 183mm. No Paranoá, estamos com 374mm hoje. Em Brazlândia, 355,8mm. No Gama, estamos com 278,2mm até o momento. Mas ainda faltam pelo menos 10 dias para termos o acumulado total do mês”, afirma a especialista.

Os dados do Inmet ainda são preliminares, pois o mês ainda não acabou, mas até o momento fevereiro já bateu o número de dias chuvosos. Foram 18 dias de chuva em fevereiro, até agora. No mesmo período de 2020, 14. Em 2019, 13.

Leia também:  GDF constrói e faz melhorias em bocas de lobo nas asas Sul e Norte

O Distrito Federal permanece em estado de perigo (alerta laranja). De acordo com o Inmet, a previsão para hoje (22) é de chuva entre 30 e 60 mm/h ou 50 e 100 mm/dia, ventos intensos (60-100 km/h). Risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas.

Estragos

Por causa das chuvas intensas registradas na capital, a semana passada ficou marcada por vários acidentes pelas regiões do DF, entre elas: alagamentos, acidentes de trânsito, desabamento de teto, tombamento de árvores e falta de energia.

Na terça-feira passada (16), as chuvas provocaram alagamento em estacionamentos e garagens da Asa Norte. Na quadra 402 da região, os militares precisaram bombear a água do subsolo de um prédio.

Leia também:  GDF constrói e faz melhorias em bocas de lobo nas asas Sul e Norte

Na quarta-feira (17), a água tomou conta de pistas no Plano Piloto, em Taguatinga, Ceilândia e Samambaia. Na quinta-feira (18) as chuvas causaram a colisão de dois veículos na Epia Sul, sentido Plano Piloto, não houve vítimas.

Após as chuvas, parte do teto do núcleo de radiologia do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) desabou. A direção da unidade informou que o gesso cedeu após ficar úmido pela água e que solicitou reparos para o local.

Houve ainda a queda de uma árvore no meio da rua na 215 Sul. O Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para desobstruir a via.