Vítima da covid-19, prefeito eleito de Goiânia Maguito Vilela, morre devido complicações da doença

O político estava internado desde o dia 22 de outubro quando foi diagnosticado com o novo coronavírus, Maguito Vilela lutava contra sequelas da doença

O prefeito eleito de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), morreu na madrugada desta quarta-feira (13), devido a complicações da doença causada pelo coronavírus. O político estava internado no hospital Albert Einstein, na ala de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), desde o dia 22 de outubro.

Maguito venceu as eleições municipais mesmo afastado da campanha eleitoral por mais de um mês. O vice-prefeito eleito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), deve assumir o cargo.

Trajetória da doença

Maguito Vilela testou positivo para covid-19 no dia 20 de outubro, dois dias depois ele foi internado em um hospital de Goiânia. No dia 27 de outubro ele foi transferido para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo. No dia 30 de outubro, o político foi intubado pela primeira vez.

Em 15 de novembro, data do primeiro turno das eleições, teve de ser submetido novamente ao mesmo procedimento. Ele passou também por uma cirurgia de traqueostomia, com o objetivo de ajudar na respiração. No dia 3 de dezembro Maguito, realizou um novo teste de covid-19 no qual o resultado foi negativo.

No dia 11 de janeiro o prefeito apresentou sangramento pulmonar e passou por uma cirurgia para controlar o quadro. Após o procedimento, ele não teve mais hemorragias nos órgãos e voltou a ter um quadro estável, com redução dos sedativos. No entanto, o politico continuou apresentando complicações, e foi identificado uma infecção nos pulmões provocada por bactérias e fungos.

O prefeito licenciado deixa a esposa, Flávia, quatro filhos (entre eles Daniel Vilela) e quatro netos. O sepultamento está marcado para ocorrer em Jataí, cidade natal de Maguito.

Irmãs de Maguito Vilela

O prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), perdeu também duas irmãs para a doença. As duas familiares morreram em agosto de 2020, com menos de dez dia de diferença entre elas.

No dia 19 de agosto, Nelma Vilela Veloso, de 76 anos, morreu com coronavírus. Ela tinha diabetes e problemas pulmonares, comorbidades que agravaram o quadro. Já no dia 28, a irmã mais velha, Nelita Vilela, de 82 anos, também faleceu. Ela ficou internada por mais de duas semanas em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital das Clínicas de Jataí.

Carreira política

Além de político, Maguito Vilela também foi advogado. Teve uma longa trajetória na política goiana. Em 45 anos de vida pública, mudou de partido apenas na transição para a democracia, quando trocou a Arena pelo MDB.

Além de prefeito eleito, foi vereador, deputado estadual e federal e vice-governador. Ele também ocupou a cadeira de governador de Goiás entre 1995 e 1998 e logo depois foi eleito para o senado federal, de 1999 a 2007.

Em 2007, foi nomeado por Guido Mantega, então ministro da Fazenda, como vice-presidente do Banco do Brasil. Maguito foi prefeito de Aparecida de Goiânia, na região Metropolitana da capital, entre 2009 e 2016.

Print Friendly, PDF & Email