VLT: edital prevê implantar linha ligando as W3 Norte e Sul ao aeroporto

O documento com especificações está no TCDF, que avaliará se os pontos estão em conformidade com a legislação

O Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) está avaliando o processo da Secretaria de Transporte e Mobilidade do Distrito Federal (SEMOB), que trata da concessão da linha do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), entre a W3 Norte-Sul até o aeroporto. É uma parceria público-privada anunciada pelo governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB).

Os veículos terão 45 metros, com sete módulos e capacidade para 560 passageiros. O valor sugerido da passagem é de R$ 3,50. A previsão em edital é que a frota do VLT seja de 39 trens.

O custo total do investimento será de R$ 2,1 bi, sendo R$ 1,5 bi de aporte público. A contraprestação mensal sugerida em edital é de R$ 19,8 mi para a operação da manutenção.

Quando for aprovado pelo TCDF e virar licitação, a empresa deverá fornecer operação do material rodante e todos os sistemas. Inclusive a implantação, adequação e manutenção de sistemas de calçadas, ciclovias e passagens de pedestres.

O projeto apresentado em 23 de abril de 2020 ao governador e parte do secretariado pelo secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro, tem intenção de desafogar o tráfego de ônibus e dar uma cara nova e mais moderna a W3, que passará por um processo de revitalização.

Serão três fases de implantação. A primeira, estimada em aproximadamente R$ 1,5 bi, consistirá na construção da linha, com instalação de trilhos, cabos de alimentação e pavimentação de concreto.

“Trata-se de um avanço, uma modenização do transporte coletivo que há anos vem sendo prometido e que estamos empenhados em transformá-lo em realidade”, destacou Casimiro.

“A proposta agora está com o TCDF. Eles vão analisar se está em conformidade. Podem pedir correções e nós faremos, caso precise. Depois disso, é feita a liberação para licitação da PPP”, afirmou o secretário de Mobilidade do DF, Valter Casimiro.

A empresa que assumir a concessão ficará responsável pela implantação e prestação de serviço público de transporte urbano coletivo por meio do VLT.

Print Friendly, PDF & Email