Voto impresso: “Não vai ganhar na canetada”, diz Bolsonaro sobre opinião de Barroso

Bolsonaro acusou Barroso de estar causando todo o “tumulto” da discussão sobre a pauta do voto auditável

Nesta quarta-feira (4), em entrevista à rádio 69 FM, do Rio Grande do Norte, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) atacou o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso. Ele disse que Barroso estaria tentando ganhar a questão do voto impresso “na canetada”

“A questão dele é pessoal comigo e ele não vai ganhar na canetada. Não estamos brigando para dizer quem é mais homem ou quem não é mais homem. É para termos a certeza de quem o povo votou vai exatamente para aquela pessoa”.

O chefe do Executivo acusou o magistrado de estar causando todo o “tumulto” da discussão sobre a pauta do voto auditável. “Quem está ocasionando esse tumulto todo é o ministro Barroso do TSE. Ninguém consegue entender porque ele não quer o voto impresso”.

Leia também:
“O que Alcolumbre está fazendo não se faz”, afirma Bolsonaro sobre vaga no STF

Para Bolsonaro, o ministro teria “tirado” o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva da cadeia, para de acordo com ele, ganhar as eleições 2022, em suposta fraude.

“Ele foi um dos que ajudou a tirar o cara da cadeira, o tornou elegível, e todo mundo desconfia que é para elegê-lo dentro da sala escura, lá do TSE. Não podemos admitir isso. Temos dois laudos da PF dizendo que as urnas não são confiáveis e precisam de um mecanismo para que o voto seja contado de verdade, só isso que queremos”, disse Bolsonaro.

Print Friendly, PDF & Email